O esporte deixou de ser só uma prática nas horas de lazer, é também, cada vez mais, uma forma de construção de identidades.

Ele também tem a capacidade de mobilizar pessoas e criar expectativas positivas destas para com um time, um líder ou até mesmo um governo.
As práticas esportivas podem e devem ser construtoras e reconstrutoras de culturas e criar dinâmicas de inovações, enriquecendo nossas vidas.

Analisando em profunidade, indo além do universo fitness e da busca pela qualidade de vida, a prática esportiva pode contribuir para o desenvolvimento social, político-cultural e econômico de um indivíduo e de uma nação.

 

Estudos realizados pelo pesquisador Vasilios Kosteas, da Universidade de Cleveland, nos Estados Unidos, mostraram que pessoas envolvidas em uma atividade fisica vigorosa pelo menos tres vezes por semana têm salarios até 7% maiores do que aquelas que não praticam. De acordo com Kosteas, os exercícios são responsaveis pelo aumento do vigor físico e mental, o que, consequentemente, pode contribuir para o aumento da produtividade.

Segundo Vasilios D. Kosteas da Cleveland State University, os homens que praticam essas atividades físicas ganham cerca de 7% mais que a média. No caso das mulheres, esse percentual pode ser ainda maior. De acordo com Kosteas, os… – Veja mais em https://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/colunistas/jose-dornelas/2015/05/25/dica-ao-empreendedor-sedentario-quem-pratica-atividade-fisica-ganha-mais.htm?cmpid=copiaecola